Escolha uma opção:

domingo, 13 de maio de 2012

Brasil

Clique na imagem para ver de onde ela veio!



Nunca vi um povo mais hospitaleiro
Do que esse meu amado brasileiro
Na alegria estão de janeiro a janeiro
Apesar das mazelas do dia primeiro
Que se repetem até o 31 derradeiro

Talvez o amor que realça nossa gente
Seja o elo mais forte de toda a corrente
Da paz que permeia o nosso ambiente
Que busca justiça para todo o inocente
Sobrevivendo entre a seca ou a enchente

Herdou do exterior uma cultura sem igual
Variado ao extremo dependendo do local
Moda de viola som de raiz até o toque do berimbau
Procissões de fé mista a beleza do carnaval
Qual nação tem tanta diversidade cultural?

Porém dizem lá fora que a nossa sociedade
Ainda não tem nenhuma real identidade
Deixa-se levar por todo tipo de leviandade
Mas sei que isso não corresponde à verdade
O que sobra no Brasil é o excesso de bondade

Veja como agimos quando uma calamidade
Vem quase a destruir a mais simples cidade
Os brasileiros se unem na mais pura bondade
E aí não importa a etnia, não existe vaidade
Somos todos irmãos unidos na solidariedade

===========================================

Esta poesia foi escrita para o livro Ripples: Anthology of Brazilian an Filipino Literary Works (Ressonância: Antologia Literária entre Brasileiros e Filipinos - Volume I) de nome Poetry Essay (Poesias e Ensaios), num trabalho de união cultural entre as cidades de Itatiba-SP e San Pedro-Laguna. Essa ação foi promovida pela Associação Itatibense de Incentivo à Cultura, Academia Itatibense de Letras e Laguna Arts and Letters Society. O grande idealizador e coordenador desse projeto é o meu amigo Antonio J. de Souza, o Tom, a quem agradeço imensamente pelo convite, pois não existem fronteiras para a propagação da amizade entre os povos.

Abraços renovados para todos.

5 comentários:

  1. Oi, Joe. bom dia! Estamos precisando mesmo desse ufanismo com as coisas que nos fazem sentir uma nação verdadeiramente brasileira. Não sou nenhum xenófobo, mas considero, tal como está no belo poema, nossa riqueza cultural inigualável. Grande abraço e ótimo domingo. paz e bem.

    ResponderExcluir
  2. O mesmo orgulho de ter, primeiro, o seu talento e depois como amigo brasileiro. Realidade em versos coerentes, vibrantes e com o calor humano necessário. Não precisa de mais nada para confirmar "porque me orgulho do meu país". Abraços, poeta. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Este país é mesmo especial, poeta! Só falta acabar com as maracutaias desses políticos oportunistas.
    Abração, Joe!

    ResponderExcluir
  4. Senti tudo isso nas duas vezes que estive no Brasil
    ( Recife, Salvador, Rio, S.Paulo, Brasília, Porto Alegre, Iguassu...).
    Amo de verdade o Brasil !

    Parabéns pelo seu ótimo trabalho poético !


    Um abraço amigo.

    ResponderExcluir
  5. Joe,um retrato bem feitinho do povo brasileiro!Somos mesmo uma nação rica em criatividade,imaginação e afeto!Bela participação!BJS,

    ResponderExcluir

Agradecido por comentar!
Abraços renovados do amigo JoeFather!